O estado do futebol



Já andava desde ontem para falar deste assunto e de uma dada personagem, mas como o assunto estava pouco desenvolvido preferi esperar, esperançosa de que algo iria surgir. E hoje tive uma surpresa pouco espantosa pela novidade, mas sim pela divulgação dessa mesma novidade!

Na Segunda-feira à noite o debate no programa da RTP1, Prós e Contras, era supostamente o debate do mês: o Caso Mateus. Obviamente que lado a lado estavam presente o Presidente da Liga de Futebol, Valentim Loureiro (no próximo post explicarei porque não lhe chamo Major), e o Presidente da Federação de Futebol, Gilberto Madail. Todos sabemos que eles não tem as melhores relações, e por isso o debate prometia momentos acessos e talvez algumas revelações menos desejosas mas incontroladas pela fúria do momento. Também todos desconfiamos que, apesar do Madail ter mais poder no futebol, é bastante controlado pelo Valentim. E a confirmação veio da FIFA que, numa carta endereçada à Federação mas entretanto divulgado nos media, concluiu de todo este caso, que a Federação não tinha qualquer controle sobre a Liga, apesar de esta última lhe estar subjacente e não o contrário. O debate não foi aceso como se esperava, e não falaram nos assuntos fundamentais. Tudo correu lindamente bem, e pouco discutiram fervosamente como se esperava. Apenas nos minutos iniciais o estúdio aqueceu um pouco, com estes dois participantes a limparem o suor e a puxar a indumentária para trás para refrescar um pouco.

O debate contou ainda com a presença do Secretário de Estado do Desporto, Laurentino Dias, e António Arnaut (ainda não entendi o que é que ele faz...). Laurentino situou o Governo neste caso, falou, falou, falou mas pouco disse. Aliás, todos falaram muito mas pouco disseram sobre o que fazer com este caso. A Federação vai invocar "interesse público" e espera que com isso consiga resolver o problema, o que não me convence. Sobretudo depois de ouvir o representante jurídico do Gil Vicente. Entretanto como já desconfiava, o Valentim trazia algo na manga, mesmo para o caso de o atacarem de forma a que ele não pudesse retorquir algo mais forte. Cunha Leal demitiu-se da Liga naquela tarde de Segunda-feira e apenas às 23horas é que os meios de comunicação social tiveram conhecimento disso. Obviamente que esta foi uma (das milhares?) de informações que o Valentim resolveu não difundir para poder ficar com esta "poderosa bomba" e a usar na altura certa. O que de facto aconteceu!

O imbróglio já se tornou demasiado denso para conseguir ser resolvido com serenidade, e para além disso, neste momento começo a acreditar que há muita gente que deseja que isto não se resolva e que não participemos nas provas internacionais. A segunda melhor equipa da Europa e a quarta do Mundo!! É vergonhoso, ainda para mais porque o mais podre do futebol português ainda não veio ao de cima... ou já veio mas entretanto já foi esquecido. Mas afinal o que se passa com o futebol português?

São os Valentins, os Loureiros, os Pintos (que está a safar-se de todos os processos judiciais por falta de provas... mas convenhamos que ninguém neste país é tão estúpido que acredite que um Presidente de um clube de futebol vai tomar café com o árbitro da partida que irá decorrer daqui a dois dias, para falar do bonito sol que está lá fora... já para não falar do Apito Dourado e da graciosa indemnização que está a pedir ao Estado) e todos os outros que insistem na vitória, mesmo quando não é merecida. São as Ligas e as Federações que não funcionam bem, e é neste ponto que concordo com o Luís Filipe Vieira quando defendeu, em plena Festa do Avante, a extinção da Liga. E não é apenas por ser do Benfica (até porque o Benfica também tem muitos "problemas" deste género, e não estou a falar do Vieira...) que digo isto, é por andar demasiado atenta ao que se passa à minha volta... ou talvez neste momento nem seja preciso andar atenta... Por um lado é bom o derrotar do futebol porque as pessoas irão ficar mais atentas ao que se passa nas outras modalidades, mas por outro lado, gosto de futebol e sinceramente não gostava de o ver "na lama" como ele se encontra agora.

Entretanto, hoje é Quarta-feira e como é habitual o meu "ídolo", Vasco Graça Moura, escreveu no Diário de Notícias, isto. São opiniões, mas discordo (para variar) na parte em que atribui total responsabilidade à Federação de Futebol. Acho que a responsabilidade do caso ter chegado até aqui e ter tomado estas proporções cabe totalmente à Liga, e se não conseguiram resolver o problema é por alguma razão muito forte (o Valentim nunca faz nada sem um objectivo claro). Agora que a situação está incontrolável é que acho que a Federação devia usar o seu poder como orgão máximo do futebol e agir com preserverança. Entretanto dou um conselho a este colunista tão agraciado por este blog: devia ter ouvido o programa de Segunda à noite, porque aí teria entendido porque é que um clube de futebol não deve agir como fez o Gil Vicente.

... To be continue...

Comentários

A disse…
isto é melhor que a novela! :D
Mooncry disse…
o meu comentário ou o que se passa com o futebol?
Infelizmente o debate não valeu a pena... pensei que houvesse porrada e nada... só palmadinhas nas costas :(
A disse…
não ando muito por dentro das notícias ultimamente, sei por alto o que se passa. esta foi a minha reacção ao que se passa no futebol, agora que tive uma visão mais aprofundada :p

Mensagens populares