sábado, 18 de abril de 2009

Cansada mas feliz

Ontem sai do trabalho às 9 horas da noite. Hoje às 7 horas, mas como fui jantar fora cheguei a casa quase à meia noite. Amanhã é Sábado e o dever chama e lá terei de voltar, para a praça ao lado do Dragão, para uma manhã de trabalho. Apesar do cansaço, deste stress que adoro mas que nos mata por dentro e nos faz ingerir vícios, hoje sinto-me muito feliz, mesmo! Porque adoro o que faço, numa cidade que me acolheu de braços abertos, com um grupo fantástico e que nunca me deixa de apoiar mesmo sem saber porque nem sempre sorrio com vontade. Tinha mesmo de escrever isto hoje porque o tinha de dizer a alguém, e infelizmente as paredes de hoje em dia ainda não falam, e gosto sempre de obter resposta.

P.S.: Agora tenho um colega do trabalho que me "melga" à hora de almoço para não pegar no vício. Até me deu umas dicas de como fazer para me disciplinar, e como me fez lembrar alguém que já se foi e de quem tenho tantas saudades. Mas voltando à pessoa existente, no início tornou-se irritante, mas hoje deu-me um berro de tal forma que me pus em sentido e guardei o que tinha na mão. Obrigado se leres isto. Pelo menos ganhei mais umas horas de vida :p

P.S.2: E também eles já descobriram que sou super desconfiada, mas também já descobriram que raramente tenho razões para as minhas desconfianças. E agora vou dormir que estou a desfalecer. Afinal viver para o trabalho não é assim tão mau...

Sem comentários: