Quatro historietas para mais tarde recordar!

História 1
Estação do Oriente. Estava eu hoje à espera do comboio quando chega um jovem rapaz com uma mala enorme preta e uma camisinha aos quadrados. E sem qualquer razão fiquei a olhar e ele imitou o gesto. Sentou-se atrás de mim! A dada altura, com a ventania que teimava em não amainar, o rapaz pediu lume, cedi-lho e houve um sorriso.

O comboio chegou e como a minha carruagem ficava à frente, fui andando e deixei de o ver. Entrei, sentei-me, liguei a música para tentar não pensar e a olhar para uma tremenda confusão no corredor só me ocorria: "Que não seja o 67! Que não seja o 67!" E senti-me aliviada quando vi todos os transuentes finalmente sentados: "desta vez vou sozinha" (pois... porque da última vez tive companhia duma moçoila que já não devia tomar banho há um mês, com um cheiro a suor inexplicável e sempre a sorrir com um sorriso amarelo, quando amarela de falta de oxigénio estava eu...!).

O comboio começa a andar, a andar... passam cinco minutos e voltei a lembrar-me do rapaz. E pensei que tinha tido alguma piada porque houve uma simpatia de parte a parte e isso não é habitual. De repente aparece-me ele a dizer em voz alta e a olhar para o alto, "67, 67! Ah, 67", olha para baixo e sorri. E eu imitei-o! Obviamente fiquei super atrapalhada e só consegui tirar a mala do banco dele e virar-me para o outro lado! Típico!

Ele entretanto meteu conversa mas ainda não me tinham passado as "trombas". Da pergunta: "também vais para o Porto?" apenas levou um seco não. Replicou, perguntando se eu sabia quanto tempo demorava o comboio a chegar ao Porto, com um ar zangada disse-lhe que não sabia mas que devia demorar três horas. Voltei a meter os phones e pensei, "mas que seca... estava tão bem sozinha!" Típico!

Entretanto a razão veio ao meu de cima e pensei: "para quê fazer uma viagem de trombas se posso até conversar?" E foi aí que, radicalmente, me tornei muito simpática e fiquei a saber tudo, ou quase tudo, da vida dele! E ele deve ter topado, ou então faz parte dele, mas felizmente não me perguntou nada sobre a minha. É que se o fizesse recebia de novo umas trombas do tamanho do mundo!

Moral da história: Mesmo quando só apetece não falar com ninguém, nem sequer sorrir porque não há uma razão racional, façam-no. Podem começar uma viagem bastante deprimidas e acabá-la bastante relaxadas, mesmo sem terem falado naquilo que vos transtorna! Foi esta a minha lição hoje. Ah, e atenção, quando digo que houve uma simpatia de parte a parte é uma questão de simpatia mesmo, nada de engates e coisas do género! Não ficámos com o contacto um do outro, simplesmente falámos das nossas vidas... ou melhor, ele!! Porque eu fazia perguntas suficientes para ele não conseguir pensar que eu, eventualmente, também teria uma vidinha...!

História 2
Quando deambulava pelo Oriente a fazer tempo para o comboio já estava mais animada. Andava, puxava a mala e num dado momento, sem qualquer razão momentânea, comecei a olhar para o chão. Só via os pés das pessoas e os braços, conseguia distinguir se era homem ou mulher, gordo ou magra, mas nada mais que isso! Entretanto vejo passar por mim um rapaz a dizer: "Não fiques assim!" E fiquei atónita, dez segundos depois olho para trás e obviamente já não consigo ver quem tinha sido. Mas achei piada! No meio de tanta indiferença, nenhuns "com licença" e "obrigado", é de louvar uma atitude daquelas. Obrigado a quem quer que seja!

História 3
Esta é a mais engraçada mas acho que só vendo para ter piada. Um rapaz de bicicleta a berrar: "Ai! Foi mesmo nos tomates!"No ínicio ainda pensei que fosse só para chamar a atenção mas depois de o ver descer da bicicleta percebi que devia ter-se magoado mesmo. Ainda pensei em chamar a ambulância mas achei que ele não tinha carinha de anjinho, logo... talvez merecesse! Mas teve muita piada! Claro que eu e outra rapariga soltámos imediatamente uma valente gargalhada, para infortúnio dele... se as ouviu!

História 4
Esta seria a história do dia mas continuo como no comboio com o ... qualquer coisa. Esqueci-me de perguntar o nome! Não me apetece falar sobre a minha vida... acho que posso dizer que está melhor do que há um mês atrás mas ainda falta muito para chegar aos meus sonhos. Se é que é permitido ter sonhos...!

P.S.1: Vi o Estádio do Benfica a vivo e a cores na terça-feira!!! É lindoooo e maravilhoso e parece que já não vamos ter o Berardo a melgar-nos! Haja boas notícias como esta!

P.S.: Alguém se aventura a ir comigo à Cova da Moura?

Comentários

eXcer disse…
Bem, tu numa viagem coleccionas histórias (ou será "estórias"?)... A este ritmo, bem que podes publicar um livro de contos urbanos lisboetas daqui a um ano! :)

Achei engraçada a tua ideia de partilhar estes momentos! :)
Mooncry disse…
Não me costuma acontecer nada demais mas esta foi "ohh"! E as três primeiras decorreram desde a hora em que disseste para ir comer(lembraste das horas? Eram 8 horas e saí de lá as 9.30 horas.. imagina a emoção :p Aliás, a segunda e terceira tiveram um intervalo de vinte minutos +/-)

E no dia anterior ia um par de "jarras" no metro q tb dava que falar: os dois completamente drogados, sentados no chão a falarem de coisas absurdas (sobretudo a gaja que tinha 37 anos, era desempregada e tinha uma filha que lhe dizia para não acreditar nas pessoas... e trazia uma bíblia debaixo de um braço, uma mini-saia que não lhe tapava o rabo, e umas botas rodeadas de fivelas e com um salto do tamanho do mundo)!

E ainda falta o idiota do autocarro que ás 8 horas da manhã resolveu começar a estragar-me o dia! E o outro que me ia atropelando na passadeira...

E ainda a senhora que não sabia ler e enquanto eu lhe tirava o bilhete de comboio, me contou o que ia fazer, porque o ia fazer e onde o ia fazer. E era uma senhora analfabeta e "deliciosa"! Não me importava de ter ficado a conversar com ela a manhã todinha ;)

E a gaja que cheirava mal no comboio...horrível, horrível!!

P.S.: E que tal acompanhares-me num dia na Cova da Moura? Tirar fotos... ;)
eXcer disse…
Obrigado pelo "convite", mas tu queres que eu fique sem a máquina, sem telemóvel e dinheiro!?! :P
Mooncry disse…
Lol esqueceste-te da vida ou integridade física ;)

Lá terei de ir sozinha para morrer num qualquer canto escuro com mil e uma facadas... :p Imagina depois quem fica com peso na consciência! **
eXcer disse…
Mas tu queres companhia apenas para n morreres sozinha? :P Acho que deves pensar seriamente acerca dessa tua "visita"!
Mooncry disse…
Ehehe estava a brincar!! Achas que sou assim tão irresponsável? Se achasse que corria algum tipo de perigo não me aventurava... :p

Vou lá mas bem acompanhada e acho que vai ser super interessante! Devem lá existir fantásticas histórias e velhos com posses óptimas para a posteridade! Daí que te tenha convidado :p
Bjinhos

P.S.: Não te livras de mim assim tão facilmente ;)

Mensagens populares