quinta-feira, 8 de fevereiro de 2007

Jornalismo ou um bar na praia?


Senti-me assim quando...:
  • me disseram para me entreter a telefonar para o resto dos hotéis do Porto, depois de ter descoberto em qual deles estava a Maria José Morgado (apenas porque lhe queriam tirar uma fotografia... );
  • uma vez me alteraram o texto todo sem dar explicação da razão da mudança. Assinei mas não senti a reportagem como sendo minha...!
  • apenas havia um computador vago e disseram a mim e a outra estagiária para nos entretermos, sem tentarem solucionar o problema ... era Quinta-feira e preferi entreter-me a ler a Visão...!
  • chegavam à secção e não me diziam boa tarde ou nem sequer olhavam para mim;
  • quando saí, com um pessimismo enorme, a julgar que nunca mais iria pisar uma redacção...e que o melhor seria arranjar qualquer coisa numa outra área. Ainda hoje não sei se vou conseguir!
De facto dá muito menos trabalho ter um bar na praia, a tentar enveredar pelo jornalismo. E ainda estou no início da luta... se é que podemos chamar a isto luta!

Sem comentários: