quarta-feira, 2 de agosto de 2006

Ainda a Madeira...

Numa altura em que começam a escassear notícias sobre a vida política, é com um largo sorriso que os jornalistas do continente recebem dados novos vindos do sempre mediático (por maus motivos) Alberto João Jardim...

Em primeiro lugar, o presidente do Governo Regional da Madeira fez saber que é contra os "maricas e o casamento de homossexuais"... como se ninguém ainda se tivesse apercebido! A verdade é que ele é contra tudo o que seja retirar-lhe dinheiro, não comemorar o carnaval, liberdade de expressão e a não veneração da sua própria pessoa.

Odeia José Sócrates pelas restrições económicas (finalmente) feitas ao Governo Regional. Também o odeia por este não ser declaradamente social-democrata, e por não entender as "necessidades" económicas da Madeira. O que é de louvar é que finalmente exista um político capaz de fazer frente ao Jardim... aqui pelo continente estamos um bocadinho fartos da sua arrogância e má-educação!

Num discurso pronunciado no fim-de-semana passado na Madeira afirmou que: "A nossa resistência é pacífica com base nos ensinamentos de Gandhi"... ele nem deve saber quem foi o Gandhi senão não fazia este tipo de comparações! Porque não nos devemos esquecer da perseguição que o PSD/Madeira fez a alguns jornalistas da Visão quando estes se deslocaram à ilha para realizar uma reportagem sobre alegadas fraudes na politica madeirense (já me fartei de procurar a revista onde vinha a reportagem sobre isto mas não a consegui descobrir. Mas aconteceu e não foi há muito tempo... um dos jornalistas perseguidos foi o Miguel Carvalho). Afinal onde está a não-violência tão desejada por Gandhi, e segundo o que Alberto João Jardim diz, por ele também?

Jardim reivindica a autonomia, mas esquece-se que vive à custa dos dinheiros do continente! Chama "burros" aos políticos de cá mas a verdade é que precisa deles para receber o dinheiro para as suas "coisinhas". Mas a questão fulcral aqui é: se querem tanto a autonomia porque ficam tão aborrecidos quando sabem que lhes vão ser tirados os fundos económicos?

O líder da JSD/Madeira chegou mesmo a acusar José Sócrates de estar a fazer terrorismo contra a Madeira. Será que não entendem que todas estas acusações não tem o mínimo fundamento e que não ganham nada com elas?

Já para não falar das regras de vestuário que foram impostas aos jornalistas... às perseguições feitas a muitos profissionais do continente que vão para a ilha tentar a sua sorte e tentar entender o que ali se passa... entre muitas outras coisas como esta da Grande Reportagem que felizmente já está resolvida.
Pelo menos ainda nos vamos rindo com todas estas situações caricatas...

Sem comentários: